[SEMANA X] Hwayi: A Monster Boy (2/5)

| | |
Olá queridos leitores!

Esse é a segunda postagem da Edição #1 da Semana X do USHO, com o tema "Drama Coreano". O filme que eu vou comentar hoje eu decidi assistir porque reconheci um dos atores, o Kim Sung-Kyun, por ele fazer um papel divertidíssimo no dorama Moon Lovers: Scarlet Heart Ryeo (que é o dorama que o BaekHyun do Exo e a fofa da IU participaram). Porém, como diria a Sara do PAG!: BATI A NAVE! Ao invés de fazer um personagem fofo e divertido, ele interpreta nada mais, nada menos, do que um bandidão.

Por esse filme falar sobre uma gangue, eu pensei que o filme teria extrema ação e deixaria um pouco de lado o drama, LOGO UM FILME DA COREIA, ESPECIALISTA EM DRAMA!!! Então, quando comecei a assistir pensei que teria romance, um moço e uma moça, aquela coisa clichê, e o filme foi lá e me provou que não ia ser assim.

Agora, se permitem dizer, esse filme me serviu de inspiração pra escrever uma história melancólica, então acreditem: não vai ter ação ou romance em demasia, mas sim uma história inesperada... e melancólica, claro.

No centro, o chefe que me dá pavor e o Hwayi.

Sinopse

Um menino pequeno chamado Hwayi é sequestrado por uma gangue de 5 homens e criado como filho deles. Com então 17 anos, tendo sido treinado para ser um grande assassino, ele é levado para cometer o seu primeiro assassinato e então descobre sobre seu próprio passado.

Desenvolvimento

As cenas iniciais do filme mostram o pequeno Hwayi em um lugar completamente escuro, agonizando de medo, e chamando por sua mãe. De repente, em meio à respiração acelerada e desesperada do menino, ouvimos baforadas e rugidos, o que faz Hwayi ficar ainda mais desesperado. Então "a coisa" na escuridão corre na direção de Hwayi, ele grita alto e nós, telespectadores, encaramos por breves segundos uma diabrura assustadora. Nessa cena eu comecei a pensar que talvez fosse um filme de terror, mas não é.

A cena seguinte acontece em um metrô, e demora um bocado até que você comece a entender o que está acontecendo. Basicamente, é um pouco de como a gangue trabalha. Seguindo, os 5 homens estão sentados em uma sala, com um vaso com pequeno arbusto no centro, onde encapuzado e amarrado está a criança Hwayi. Nessa cena nós podemos conhecer um pouco da personalidade dos homens, sendo um muito tímido e bondoso, um muito esquentado, um que está sempre bem-humorado, o chefe deles, e o outro que era o mais intelectual. No mesmo lugar, há uma mulher com aparência doentia, com os dois pés acorrentados. 

A ideia de sequestrar o garoto, era de obter dinheiro dos pais dele, mas não conseguiram o que queriam, por isso decidiram criar o menino, que se tornou obediente, carinhoso, inteligente, e tratava a mulher com muito carinho.

Porém, sempre que de alguma forma desagradava o chefe da gangue, que era o mais bravo e exigente, Hwayi era trancado num quarto escuro. Então o monstro era a personificação do medo, do pânico e das condições em que o garoto vivia. Ainda assim, ele tinha muito amor pelos 5 bandidos e pela mulher acorrentada, e mesmo com seus 17 anos, se colocado em uma situação de medo, Hwayi ainda via o monstro.

De forma gradual, conhecemos um pouco de Hwayi, de como ele desenha bem, a sua relação com os homens e com a mulher, o seu treino para se tornar um assassino, a amizade que ele faz com uma menina da faixa etária dele (fato que por um momento em falso me fez crer que seria algum romance bobo), até o momento crucial da história que é quando ele finalmente precisa cometer o seu primeiro assassinato.

A questão é que ele queria desenhar, não ser um bandido. E um dos seus pais da gangue, que era o mais intelectual, acreditava que o garoto não deveria ser um monstro como eles, que ele era diferente. Ideia que não entrava de forma nenhuma na cabeça do chefe da gangue, e que forçando a barra, colocando pressão em Hwayi, consegue fazer com que o garoto mate o homem que precisa matar.

Estando na casa do homem, vendo fotos, vendo um quarto de bebê, analisando admirado os desenhos da esposa do homem (que ele fez questão de fingir que não a viu escondida, para que a gangue não a matasse) Hwayi acaba descobrindo quem fora o homem que ele matou. A reação do garoto é surtar, obviamente, ele começa a se questionar sobre tudo, sobre a razão de seus tão amados pais terem feito tamanha barbaridade com ele. 

Ele passa a viver em conflito com a gangue, procurando algum tipo de libertação, e usando todo o treinamento que recebera para se tornar o garoto monstro que ele se tornou. 

Conclusão

Pôster do filme, eu achei tão poético.
Um dos bandidos, que é o tímido e bondoso (e que fala gaguejando, tadinho), a gente até esquece que é um bandido de tão amoroso que ele é com o Hwayi, então no momento que o guri surta, a gente se desespera e pensa COITADINHO, NÃO MACHUCA ELE HWAYI, POR FAVOR sim. O único que a gente sente que é bandido até o fim é o chefe, que foi o mais rígido com o guri, que é o mais badass e que dá vontade de matá-lo pessoalmente. 

Eu me emocionei muito com esse filme? Sim. Mas o final me deixou com uma reação do tipo "no, no god, please no". Eu torci muito pelo garoto, porque achei bonito ele ter tanta consideração pelos homens mesmo eles sendo rígidos, e achei ainda mais lindo ele lutar pra ser livre. Só que, por ser o final, é que você realmente entende porque o garoto foi sequestrado e então você fica tipo "que egoísmo, que doentio".




Eu assisto/baixo doramas no Kingdom Fansubs geralmente, e aqui está o link para Hwayi: A Monster Boy.

QUE A FORÇA ESTEJA COM TODOS.

2 comentários:

  1. Hello Yuu,
    Nervous, é a primeira vez que eu comento aqui hahaha...
    Eu já tinha visto algumas informações desse filme espalhadas pelo twitter, mas não bastaram para despertar meu interesse sabe?
    Aaah, eu adoro essas tramas que nos surpreendem, não há coisa melhor do que levar um tapa na cara dos roteiristas hahaha
    QUERIA DIZER QUE EU AMO MUITO SEU LAYOUT E VOCÊ ESCREVE MUITO BEM!

    ~CHU´s
    http://c-upcakeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hello Carlos >///<
      Acho que entendo, eu só peguei pra assistir por ter reconhecido um ator mesmo, porque imagens e essas coisas também não me chamaram a atenção. Mas sério: ainda bem que fui assistir!!! auehfuah~
      Melhores tramas são as que a gente se surpreende, né nom?
      OBRIGADAAAAAAAAAAA :3

      Até mais o/

      Excluir

🌜 Plágio é crime;
🌜 Evite desavenças;
🌜 Críticas construtivas são bem-vindas;
🌜 Quando não souber o que falar não fale nada;
🌜 Comente sobre a postagem, não apenas se auto-divulgue;
🌜 Tem blog? Deixe o link no final do comentário :3

Use sem espaços:
negrito: < b > texto < / b>
itálico: < i > texto < / i >
link: < a href = "l i n k a q u i" > texto < / a > mantendo espaço somente entre a e href.

©yuu